cuando sucede el amor

cuando sucede el amor,
las dos almas perdidas
si encuentran y si abrazan calidas,
nace una estrella en el ciel
y quien ama siente en su piel
la brisa de la felicidad.
verdad!
yo mismo he sentido
cuando, distraído,
me di cuenta que ojos de ella eran lindos.
seguro, los más lindos que he visto.
santo cristo!

cuando sucedió el amor,
yo respiré fragancias de flor,
y mi mundo en blanco y negro,
ganó una nueva color.

Se longe

Se longe dos meus braços, por pior que seja,
Temos a nos proteger, a sincronicidade,
Com todas as boas surpresas que ela enseja,
E que me fazem acreditar na felicidade.

Se longe dos meus braços, por demais distante,
Te viras a mirar meus olhos quando te chamo,
Acalentas minha alma naquele instante,
E me brindas com a certeza de que te amo.

Minha bailarina

Hoje vi minha bailarina.
Mágica.
Linda.
Divina.
Já nem me lembro
Se havia vida sem ela,
Quando, ali da janela,
Vejo seus movimentos.
Lembro, sim,
Dos momentos,
Os nossos.
E a cada passo delicado,
Fico mais apaixonado.
Mais vivo.
Hoje vi minha bailarina,
Minha mulher
Com roupa, alma
E rosto,
De menina.

Sorriso encarnado

Eu amo você.
Amo sua voz
E cada palavra doce que ela diz
Ou não.
Amo segurar a sua mão.
E nosso abraço.
Amo nosso passo a passo
Rumo à felicidade.
Amo nossa quase insanidade
Que nos trouxe aqui.
Amo quando você sorri
Esse sorriso encarnado.
Amo ser seu namorado.
Amo sua boca, na minha boca
Quando você fica louca
Na nossa cama.
Amo esse seu olhar que grita
Que você me ama.
Amo tudo o que vem de você
E amo não saber o porquê.
Amo seu perfume
Que fica
Quando você vai embora.
Amo quando fala baixinho
Que me adora.
Amo muito. Pra sempre.
Amo agora.
Eu amo você.

Primitivos

Você provoca em mim
Os mais primitivos desejos
E uma insana vontade de percorrer com beijos
Todo o seu corpo.
Que é lindo.
Como eu queria, agora,
Ceder à paixão que aflora,
Rasgar sua roupa.
Deixar você completamente nua,
Aquecer minha pele na sua,
Afastar as suas pernas,
E sentir teu gozo
Na minha boca.
Queria merecer você
Bem louca,
Buscando em mim,
Seu pleno prazer.
Queria ouvir você sussurrar, gemer.
Gritar.
Pedir pra nunca mais parar.
Mas depois, exausta,
Só responder com um sorriso.
Queria saber o que é preciso,
Pra te amar.

Ode ao meu amor

eu amo você.
e não é pouco.
amo como um garoto,
um adolescente,
e feito um louco.
amo a sua voz.
amo o seu jeito.
e descansar minha cabeça no seu peito.
o nosso abraço,
com suas mãos nas minhas costas
como um laço.
de presente.
amo tudo o que é seu.
e amo o que é da gente.
amo quando você vem.
quando se encaixa
e até quando diz que acha
que eu me acho.
prefiro quando fala baixo,
mas mesmo quando grita
meus olhos denunciam
que acho você a mais bonita!
eu amo você.
nem sabe o quanto…
mesmo eu, quando vejo o que sinto,
me espanto…
amo tudo.
amo inteiro.
amo seu perfume no meu travesseiro.
amo seu toque,
e mesmo por esse seu fraco
por punk rock,
tenho simpatia.
amo toda sua intensa poesia.
a que você traz nos olhos
e no sorriso.
amo essa sua quase falta de juízo.
amo seus lábios
e o nosso beijo.
amo quando olho pra você
e em você me vejo.
assustadoramente parecidos.
amo sua gargalhada.
e amo quando você diz
que quer ser minha namorada.
pra sempre.
tomara!
amo quando você fala, fala, fala…
nunca para.
eu amo você.
e é bastante.
amo cada palavra. cada gesto. cada instante.
amo quando você faz planos
pros nossos próximos, alegres,
se Deus quiser, muitos anos.
eu amo você.
eu peço pra gente, felicidade.
e que seja assim na terra
como no céu.
com a benção da Princesa Carolina
e sob as asas do Arcanjo Rafael.